Mensagens

Última publicação

1 ano..o rescaldo

Imagem
Ainda me lembro tão bem do dia em que o Bruno recebeu uma chamada da empresa aqui na Holanda para a qual se tinha candidatado a dizer que tinha sido aceite. Queríamos muito embarcar nesta aventura, mas quando recebemos a chamada e tivemos o tão esperado sim, o medo e a incerteza instalaram-se nas nossas cabeças. Mas também foi por breves momentos, já que eu estava numa excitação total, finalmente ia cumprir um sonho que tinha, ir viver para fora.

Nos tempos de faculdade, fiz erasmus e vivi durante 6 meses em Madrid. Gostei tanto, que queria ter essa experiência outra vez, mas desta vez de forma independente, que é como quem diz, sem o sustento da mãezinha. Tivemos um mês para preparar a nossa vinda para cá. Foi um mês cheio de jantares, almoços, lanches de despedida, coisas para organizar, tratar, embalar,... E sem darmos por isso, fez ontem um ano desde que aterrámos nesta terra e passámos a chamar este país de casa. Olhando para trás só me vem uma coisa à cabeça "porra já pass…

Adultos precisam-se

Imagem
Ninguém ama mais este ser do que eu, talvez o pai também o ame da mesma maneira, mas sinto falta de adultos. (não, isto não é um texto erótico)
Quase que sinto falta de trabalhar novamente por conta de outrem. Imagino que ao lerem esta frase me estejam a chamar maluca (vá sejam meigos) e a rogar pragas. Calma minha gente, eu passo a explicar. Foi no final de Setembro de 2015 que decidi chegar a acordo com a empresa onde trabalhava na altura para me demitir.  Na altura o meu pensamento foi, "vou deixar passar uns dias e depois começo novamente à procura de trabalho" isto de ficar no desemprego, mesmo que a receber subsidio, não é para mim.  Entretanto (poupando-vos aos detalhes) surgiu a oportunidade de abrir uma empresa com mais dois amigos e acabei por enveredar por esse caminho. Resumindo, desde o final de 2015 que trabalho por conta própria. Ora, desde esse dia que deixei de ter o meu despertador matinal. (vá, continuem lá a rogar pragas) Sei bem que isto é o sonho da gr…

Sinterklaas - Tradição de Natal Holandesa

Imagem
Sinterklaas é a noite mais esperada pelas crianças na Holanda, mas até chegar o grande dia, a festa começa semanas antes. Em meados de Novembro, mais precisamente no primeiro sábado a seguir a dia 11 de Novembro, o "São Nicolau" chega à Holanda.
À semelhança do senhor gordo de barbas brancas, o Sint (como é carinhosamente apelidado pelos Holandeses) é um senhor velhote, também ele de longas barbas brancas, mas é magrinho e veste-se de Bispo. Desfila pelas ruas Holandesas no seu cavalo branco, o Amerigo, acompanhado dos seus ajudantes, Zwarte Pieten (Pedro o Negro), e vai passando pela casa das crianças para saber quais as que se portaram bem, ou não. As crianças colocam estrategicamente um sapatinho ou à lareira ou perto do aquecedor, para o Sint colocar os presentes, e ao lado deixam cenouras e feno para o cavalo.
Bom, mas começando pelo inicio, como já tinha referido, em meados de Novembro o Sint e os seus ajudantes chegam de barco a vapor vindos de Espanha.  Esta históri…

Escapadinha de 3 dias - A começar por Bruges

Imagem
Aproveitámos um fim de semana comprido (5 de Outubro) e rumámos à Bélgica para conhecer um dos sítios que já estava na minha wishlist de viagens à muito.
Foram 3 dias e 3 cidades diferentes. Bruges, Gent e Antuérpia.
Fomos de carro desde Amesterdão, rumo a Bruges, a primeira cidade que iríamos conhecer. São cerca de 2h45m de viagem. Eram 21:30h quando já estávamos perto de Bruges, e nessa altura já andávamos à caça de um restaurante. Lá encontrámos um, perto da auto-estrada, mas à semelhança da Holanda, 21:30h já é muito tarde para jantar, portanto já não nos serviram. (estes horários ainda me fazem muita confusão) Ora a única solução, aquela que nunca falha..O McDonalds é claro! Só um aparte, devo ter sido a única mãe neste mundo a obrigar o filho a comer McDonalds. Pedi um hambúrguer natura para o Francisco e foi um berreiro para conseguir que ele comesse alguma coisa. (mãe horrível..i know). Basicamente o jantar foram bolachas, fruta e leite, o que havia no carro. Ganho pontos por…

Portugal VS Holanda - parte I

Imagem
E porque obviamente existem diferenças entre viver em Portugal e na Holanda, neste caso especifico em Amesterdão, fiz o meu TOP 10, no entanto, para já, só vos vou mostrar o meu TOP 5, porque se não o texto ficava looooongo e vocês fartavam-se de mim:

1 - O idioma Tinha que ser o primeiro da lista, que língua de trapos me saiu este idioma.
Sabem aquela expressão "parece um burro a olhar para um palácio" pois é exatamente isto.
Não é preciso dizer muito sobre este ponto, o idioma é simplesmente impossível de se aprender de forma rápida e espontânea. Estamos cá há 8 meses e sei dizer boa tarde, sim, não, água, e pronto...é isto! Estamos avançadissímos e praticamente uns nativos como podem ver... #not
Mas também verdade seja dita que nem nos esforçamos muito, basicamente só precisamos de saber inglês para sobreviver aqui, e a grande vantagem, é que 90% dos holandeses falam lindamente inglês, e é assim que nos safamos.

2 - A mobilidade
E este ponto tinha que ser o segundo da list…

Creche em Amesterdão

Imagem
Este tema tem vindo a ser recorrente, posso até dizer, desde que o Francisco ainda estava na barriga. Como trabalho de casa, nunca tive a ansiedade e/ou obrigatoriedade de o pôr numa creche com X meses. Sempre disse com toda a convicção que quando fizesse 1 ano ia para a creche que era essencial e blá blá blá. Aquelas coisas todas que dizemos antes ainda de sermos efetivamente mães e que depois devíamos bater na boca por dizer tanta coisa que não cumprimos. O típico "ai, o meu filho não vai fazer isto" "vai fazer aquilo", etc.
Chegou Setembro de 2017, altura em que fez 1 ano e afinal  ele ainda era tão pequenino, o mau tempo ia começar em breve, eu continuava em casa, portanto lá para Março, com um tempo melhor e ele bastante mais crescido (exato) parecia-me uma boa altura.
Heis que em Dezembro decidimos vir morar para Amesterdão, viemos em Fevereiro do ano seguinte, ora com todos os preparativos que tínhamos que fazer, com o frio que se fazia sentir na altura e c…

Experiência de ser "ciclista" em Amesterdão

Imagem
Como já tinha dito anteriormente, a probabilidade de sermos atropelados baixou bastante, e a probabilidade de atropelarmos, aumentou...
Para nos integramos como deve de ser nesta terra, temos que ter bicicletas! Não há hipótese!! Tenham 8 anos ou 80, todos têm uma bicicleta. É assim que toda a gente se desloca nesta cidade, faz parte da cultura. 
Nós chegámos em Fevereiro, e sempre dissemos que aqui, iríamos ter as nossas bicicletas. Sempre achei um máximo ver famílias inteiras a passear de bicicleta, ver as pessoas irem às compras com os seus cestinhos postos, basicamente, esta cultura fascinava-me desde a primeira vez que pus os pés nesta terra. Portanto isto era ponto assente.  Existem bicicletas para todos os gostos e carteiras. Nós queríamos umas baratas, que não estivessem a cair de podre e que levassem uma cadeirinha para o "piqueno". Posto isto, deixarei aqui também algumas dicas de como e onde comprar, se por acaso um dia estiverem interessados em adquirir umas bic…