Feliz dia, Mãe


Hoje, faço esta publicação, porque se definiu que hoje, seria o Dia da Mãe. No entanto, podia partilhar este texto numa qualquer outra altura, ou até mesmo, todos os dias.
Não acho que se deva comemorar apenas uma vez, e também não acho que se deva comemorar o simples facto de se "ser mãe". Ter este titulo é fácil, ou será sem dúvida o mais fácil, o difícil é mesmo SER Mãe, com tudo o que isso implica.

É o "trabalho" mais difícil que existe, mais cansativo, mais angustiante, mais enervante, mais caótico, aquele que por vezes nos tira do sério, nos faz questionar sobre tudo, que nos muda completamente as prioridades, que nos faz ver a vida de maneira diferente, que nos dá as maiores alegrias de sempre, que nos proporciona os momentos mais felizes da nossa vida, que nos faz amar de uma forma nunca antes sentida, que nos põe à prova constantemente.

Dos muitos sonhos, que sempre quis concretizar, este foi sempre o maior de todos. Sempre quis ser Mãe, sempre achei que esse era um dos propósitos da minha existência.
Longe de mim, pensar que seria, ou serei, a mãe perfeita, estou a léguas disso. Aliás, para falar a verdade, nem faço a mínima ideia, o que significa ser uma mãe perfeita. E o mais certo, é nem existirem. A única coisa que tenho a certeza, é de que a mãe perfeita, será sempre aquela que tem um amor incondicional pelos seus filhos, e que tudo fará por eles. Se assim for, aí sim, posso dizer sem qualquer medo, de que sou uma mãe perfeita. Sou uma mãe, como tantas outras, com inseguranças, com medos, que de vez em quando manda uns berros, que não segue os livros, que faz apenas o que acha que é melhor para o seu filho, ignorando muitas das vezes os conselhos que dão.

Este dia não passou a ter um significado diferente desde que o Francisco nasceu, mas sim, desde que  a 5-2-2016, descobri que ia ser mãe.
Em boa verdade, o Dia da Mãe, sempre foi comemorado de forma especial, pois sempre fiz questão de o fazer. Não porque preciso de um dia para mostrar à minha mãe o quanto gosto dela, mas já que este dia existe, aproveito, uma vez mais, para o comemorar da melhor forma. É como o Natal, é quando o homem quiser, e neste caso, são todos os dias.

Uma grande parte do que sou hoje, tanto como mulher e mãe, a uma pessoa o devo, à minha Mãe.

A Mulher mais incrível, corajosa, lutadora, batalhadora, com um coração gigante, amiga, companheira, que conheço.
Não havendo mães perfeitas, para mim, talvez esta senhora se assemelhe àquilo que queremos chamar de perfeição. Obviamente, com todos os defeitos que possa ter, porque os temos, continua a fazer dela a Mulher exemplo.
Quem me conhece, sabe, que não a poupo a elogios quando falo dela, e sabe também, que se há alguém que me serve de exemplo, é sem dúvida ela.

Se conseguir passar para o Francisco metade dos valores, amor, seguranças, que ela me passou, sei que fiz um excelente trabalho.
Se o Francisco, vier a sentir aquilo que eu sinto pela minha mãe, então aí posso dizer com toda a certeza, eu FUI UMA MÃE PERFEITA!

A todas as mães, um beijo muito especial neste dia. Se têm amor para dar e se fazem o melhor que podem pelos vossos filhos, então, são todas mães perfeitas. O resto é conversa...amamentar, leite artificial, em casa até aos 3 anos, na creche desde os 3 meses, papas aos 6 meses, papas aos 4 meses, açúcar, comida biológica,...who cares??? Não são estas coisas que os vão definir.

Haverá amor maior que este?? Sem dúvida que não.

Feliz Dia, Mãe!
Feliz Dia da Mãe..hoje e todos os dias!


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Creche em Amesterdão

Portugal VS Holanda - parte I

1 ano..o rescaldo